Motivação pessoal – você já descobriu a sua?

6

A motivação pessoal vem de um impulso a colocar em ação alguma prática ou mudar algum fator em sua vida que não esteja de acordo com seus propósitos. Há diversas teorias na Psicologia que estudam o que faz com que nos motivemos: a necessidade, o impulso, a expectativa, o retorno, etc. Apesar de parecer natural, muitas pessoas ainda não se sentem motivadas. Será possível nos automotivar?

O segredo da motivação pessoal – tome as rédeas para si

Nada melhor do que estabelecer metas e fazer um planejamento em longo prazo para nos sentirmos motivados. A partir do momento que encaramos a vida com a noção de que nossas escolhas e ações serão os principais fatores para determinar o nosso caminho, a sensação de poder e de segurança é extremamente maior do que quando pensamos que as coisas “acontecem assim mesmo” e pronto.

Não importa se a meta é uma viagem muito desejada ou se é sair do seu emprego e investir em uma carreira nova. O importante é traçar caminhos que levem à realização pessoal e/ou profissional e que estejam de acordo com o seu desejo de viver.

Estratégias de motivação pessoal

Manter-se ativo e questionador sobre as situações ao redor e sobre nossos atos não é algo que se inicia do dia para a noite. Para mudarmos nossos hábitos precisamos de dedicação, paciência e, com certeza, um propósito válido para a mudança. Dessa forma, listamos abaixo 6 atitudes a serem implementadas em sua vida para que você se sinta constantemente motivado. Confira!

Tenha confiança em você mesmo

Sem dúvidas, o primeiro passo para atingir qualquer meta e manter-se sempre motivado a seguir em frente é acreditar na própria capacidade e reconhecer suas qualidades.

Saia do conforto

Tantas vezes acabamos arrastando situações que nem sempre são prazerosas pelo simples fato de estarmos acostumados a ela. Saia dessa zona de conforto e vislumbre de fato o que te faria bem.

Agir ao invés de reclamar

Reclamar ao invés de mudar é uma atitude extremamente comum, mas que de nada adianta. Tire um tempo, sim, para reclamar e mostrar o seu descontentamento, mas não deixe de partir para a ação e mudar o cenário de descontentamento.

Crie metas e trace planos

Seus desejos e sonhos podem, muitas vezes, tornarem-se palpáveis. Crie metas em curto, médio e longo prazo, com planos e estratégias para alcançá-las. Os planos, por sua vez, devem ser reais e de acordo com as suas possibilidades. De nada adianta um plano mirabolante que dificilmente poderá ser posto em prática. Além de você continuar estagnado, ainda corre o risco de perder a sua motivação.

Encare os erros de forma positiva

Cedo ou tarde, todos nós iremos cometer algum tipo de erro: uma atitude desnecessária, um mau comportamento no trabalho ou qualquer outra situação onde não fizemos a melhor escolha. Nessas horas, o ideal é encarar de forma racional o que aconteceu. Entender que sentimento te levou a agir do modo que agiu é o primeiro passo para pensar como poderia fazer diferente em uma próxima vez. Não se limite à ideias e pensamentos que dizem que você não conseguiria mudar ou que “você é assim mesmo”. Sempre podemos escolher novos caminhos.

Comemore suas vitórias e seja feliz

Depois de tanto batalhar por mudanças e de manter-se positivo, mesmo nas situações difíceis, você com certeza merece um agrado. Não espere que isso veja de fora: comemore você as suas próprias conquistas e seja feliz com o seu novo caminho!

Encare a vida como um mar de possibilidades para aprender, crescer e evoluir. Mantenha acesa a vontade de ser sempre alguém melhor e não deixe de colocar a mão na massa para construir o seu caminho.

6 Comentários

  1. Gostei muito da dica realmente estava mesmo a precisar das palavras que ouvi, continua sempre a nos manter informado. Obrigado por tudo beijos ate ja.

  2. Olá Angélica,
    Parabéns pelo excelente artigo sobre motivação pessoal!
    Infelizmente podemos perceber que as pessoas estão cada vez mais “robotizadas” pelo sistema, muitas vezes vivendo uma vida chata e sem sentido.
    Seu artigo mostra muito bem que temos que assumir a responsabilidade por nossa própria transformação.
    Um grande abraço e muito obrigado,

    – Tiago Simões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here